Pular para o conteúdo principal

Férias: Oca e MAM

Oi, galera. O post de hoje é a continuação daqueles que eu fiz das Férias. Se você não leu os outros, pode clicar aqui e aqui. E nele, vamos falar sobre a exposição "As Cores do Brasil" e a mostra de obras do artista Abraham Palatnik. Espero que vocês gostem (:

As Cores do Brasil
Também exposta na Oca, 'As Cores do Brasil' fica no último andar do edifício. Foi feito um projeto com 64 adolescentes da periferia. Nele, eles receberam treinamento (de 5 dias), onde um fotógrafo experiente lhes ensinava macetes da câmera digital. Durante as oficinas, os jovens capturaram imagens que os cercavam em seu cotidiano. Terminado o treinamento, havia um arsenal de 12 mil fotos, que foram transformadas em um trabalho incrível. 
Um grande livro, com um ambiente em cada página e diversas estampas. Tudo ficou muito criativo. Além da gigante obra, ainda havia um espaço interativo, onde se podia assistir entrevistas de alguns dos adolescentes que participaram do projeto. Pra quem quiser saber mais, é só clicar aqui.

As Cores do Brasil - O Projeto
MAM
Ao chegar ao Museu de Arte Moderna, logo me deparei com uma parede toda decorada com placas, dos mais diversos tipos. O que fui entender depois, é que este era o Projeto Parede de Carmela Gross. E que ela na verdade, estava juntando dados de imigrantes e nomes em tupi, com o objetivo de falar sobre a formação da sociedade brasileira atual. 
Abraham Palatnik é um artista plástico que apresenta uma peculiaridade em suas obras: o movimento. E esta era a maior mostra com suas obras. O surpreendente, era a ilusão de ótica que algumas traziam, ou até mesmo, a sensação de que você estava vendo um experimento de física e não uma exposição de arte.
O que também era incrível, era a diversidade de materiais utilizados. Desde areia até tinta a óleo. Abraham apresenta diversos tópicos da Física: Gravitação Universal, Ondas, Frequência e Luz. 

Diálogos Com Palatnik
Em outra sala, havia a sessão Diálogos Com Palatnik. Nela, foram reunidas 39 obras de 26 artistas diferentes, que possuíam sentidos parecidos com as obras de Abraham. A capacidade de ultrapassar as telas da pinturas e criar algo inovador. O legal desta exposição é que você pode interagir com o que está exposto. Tem até mesa de Pebolim, e sim, é permitido jogar nela haha. 
Ah, uma curiosidade. A obra acima era feita apenas de lápis. Isso mesmo! Haha, também achei difícil de acreditar.
E aí gostaram das exposições? Se você ficou interessado em vê-las, é só clicar aqui. Lembrando que ela fica exposta até 15 de agosto, e que aos domingos, a entrada é gratuita. Amanhã eu volto, pra contar um pouco sobre o Museu do Futebol.

Fotos: Carol Chagas, Camila e Adriana Dalbelo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe o que é Guilty Pleasure?

Há alguns anos atrás, vi a seguinte expressão em uma série (tá, foi em Glee): Guilty Pleasure . A tradução livre explica que ela se refere a algo que você gosta, mas que não é considerada como algo legal/bacana na sociedade, f azendo com que você se sinta meio culpado/envergonhado por isso.  Confesso que eu sou a rainha do Guilty Pleasure , gosto de tanta coisa que é considerada boba, que olha, a lista é grande. Desde cantores pop a séries consideradas ruins. O legal de esconder esses gostos da maioria das pessoas é encontrar gente que te entenda (te aceite haha) e que compartilhe a mesma paixãozinha secreta com você.  E olha, quando isso acontece, é extremamente libertador poder ouvir (sem vergonha) aquela música que todo mundo zoa :)  Pensando nisso tudo, resolvi fazer uma lista de coisas que se encaixam nessa expressão e assumir (nem que seja aqui no blog) algumas delas. Quem sabe um dia eu não assumo na vida real também? haha. Musicais Desde a primeira vez que

Os Signos dos Cantores

Música é uma das melhores coisas da minha vida e acredito que na de muita gente também. Ela está presente em diversos lugares e nas mais diversas línguas, mas na última semana ela está ainda mais em evidência aqui no Brasil. Sim, estou falando do Rock in Rio ♥  Inspirada nessa vibe musical, decidi fazer um post sobre os cantores, mas de um jeitinho diferente. Quem me conhece, sabe que eu amo astrologia e, geralmente, acho alguma semelhança entre pessoas do mesmo signo.  Então, para celebrar a minha mania de procurar o aniversário dos cantores, resolvi reunir muitos deles em um post :) Lembrando que podem existir diferenças nos perfis que eu descrevi, dependendo do ascendente e da posição das casas , okay? Agora vai lá, ler :P Áries Os arianos são conhecidos por iniciar, colocar em prática coisas que ainda não foram realizadas. E que, por esse motivo, sempre são lembrados por seus feitos.  Áries é o tempo de começos e isso fica ainda mais evidente ao observarmos

Trilha Sonora: Simplesmente Acontece

Não sei se vocês perceberam, mas eu meio que amei o filme Love, Rosie (Sim, prefiro o título original). Mesmo já tendo feito um post sobre ele , não pude deixar de comentar a Trilha Sonora.  A história se passa durante muitos anos e a música evolui com ela. Nem preciso dizer que achei esse fato fantástico. Além disso, os nomes variam entre artistas famosos como Beyoncé a outros não tão conhecidos assim, mas incríveis igualmente.  Ah, tem até composição instrumental, que super combina com os momentos das cenas. Resolvi escolher as minhas favoritas e colocar aí embaixo para vocês ouvirem e amarem tanto quanto eu estou amando (:  Algumas delas você só vai gostar mesmo se assistir o filme haha (já falei como é bom lembrar de uma cena ao ouvir uma música).  Lily Allen - Littlest Things Elliott Smith - Son of Sam Lily Allen - Fuck You Kodaline - High Hopes KT Tunstall - Suddenly I See Beyoncé - Crazy in Love G

A Verdade Sobre os Desenhos

Como qualquer criança normal, eu passei minha infância assistindo desenhos (ainda assisto haha). Só que quando a gente cresce, passa prestar mais atenção ainda neles. Outro dia, eu descobri alguns significados ocultos de um desenho que eu assistia, e resolvi pesquisar MAIS sobre outros. Veja abaixo. 7 Monstrinhos O desenho era exibido na Tv Cultura. E quem era fã mesmo, tinha até a música de abertura decorada hehe. Tudo muito lindo, mas e se eu te dissesse que ele era uma crítica contra o nazismo? Isso mesmo. De acordo com algumas teorias, os 7 monstrinhos representariam a visão dos alemães sobre os judeus.  Eles eram vistos como monstros, possuíam o nariz bem grande, e olha só que coincidência: No campo de concentração, eram identificados por Números. Um dos personagens usava um pijama listrado bem idêntico ao uniforme que os judeus que eram presos tinham que usar, e eles também moravam no sótão (local onde os judeus se escondiam).  Bob Esponja Para o nosso que

Vestibular: Os Melhores Sites de Exercícios

Sim, eu sei que faz muito tempo que eu não faço posts sobre Vestibular , mas vamos mudar isso! Depois que tranquei a faculdade , tenho tido mais tempo para me dedicar ao estudo, o que consequentemente me fez resolver mais exercícios.  Como tenho um número limitado de livros com questões, resolvi procurar uma boa parte na internet. Parece fácil, mas existem poucos sites realmente bons nisso. Por esse motivo, decidi fazer uma lista com os melhores links que encontrei por aí sobre o assunto ;)  Brasil Escola Costumo comparar o Brasil Escola com o nível 1 de um vídeo-game. As questões são ligeiramente mais fáceis e contém, além do gabarito, resoluções passo-a-passo dos exercícios (quando a matéria é da área de exatas).  Gosto de usar o site nas matérias que eu tenho MUITA dificuldade (leia-se matemática, física e química).  É legal, porque como as questões são mais "fáceis", acabam priorizando os conceitos de determinada matéria, sabe? Desse jeito, você acaba

Trilha Sonora: 10 Coisas Que Eu Odeio em Você

Se tem algo que eu adoro em filmes é a trilha sonora. Todo filme que assisto, reparo nas músicas. E quando alguma me conquista, corro direto para o Youtube mais próximo em busca da sequência inteira. E, de certa forma, mesmo que passe muito tempo após eu as ter conhecido, a sensação é sempre a mesma. Trilha Sonora de filmes são melhores do que músicas com clipes. Você conhece a história, os personagens, e de algum jeito, tudo vem à tona quando você as ouve. Por que eu estou falando tudo isso? Porque decidi compartilhar com vocês o meu amor por músicas de filmes, séries e até mesmo livros. Para inaugurar a TAG Trilhas Sonoras do blog, escolhi o filme 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você (Sim, o título é gigante. E desta vez, a culpa não é da tradução hehe). Se alguém aí não assistiu, clica aqui e seja feliz haha. E pra quem já viu, relembre esta trilha sonora incrível (: Ah, e uma curiosidade sobre o filme: é uma releitura de A Megera Domada de Shakespeare.  I Want You to Want

No Fundo do Armário: Que fiquem no zoológico

Um dos muitos aspectos em que o Orkut era superior ao Facebook é que nele a gente fazia piadinhas. Perfis eram construídos com base no humor (ou na cafonice). A face que você expunha e pela qual era socialmente julgado dependia dos seus dotes intelectuais, da sua capacidade de ser engraçadinho ou poético ou profundo no preenchimento do seu perfil. O meu perfil era baseado em piadinhas metalinguísticas com os campos do próprio Orkut. Na parte em que me perguntavam o que não me atraía num relacionamento, por exemplo, eu copiava e colava tudo que estava na lista de “coisas atraentes” propostas pelo site — tatuagens, cabelo comprido, dançar, flertar, demonstrações públicas de afeto, luz de velas, sarcasmo.  No campo que perguntava sobre filhos eu respondia “prefiro que fiquem no zoológico”, uma das opções disponíveis para “animais de estimação”. Eu me teria como filha adolescente numa boa. Os campos de preenchimento do Facebook são travados e jogados para escanteio. Não ex

TOP 5: Filmes Para Acreditar em Si Mesmo

Mais da metade de 2015 já foi. E você? Fez aquilo que jurou de pé junto que faria no ano novo ? Espero que sim. Eu estou cumprindo minha promessa e fazendo mais umas mil pra 2016. Tem tanta coisa que eu quero fazer, que confesso que eu fico meio perdida, sabe?  De vez em quando, a gente se confunde nos planos, muda de ideia e até escolhe outras rotas. Parece que quando a gente se foca muito tempo em conquistar uma determinada coisa, isso meio que tira a visão do todo e faz com que a tarefa perca o sentido.  E é nessas horas, que eu me pergunto se realmente estou fazendo a coisa certa e se posso apostar tanto assim em mim mesma. Eu sou uma expert em não confiar na minha capacidade. Muita gente acha que é modéstia, mas é insegurança mesmo.  Sempre tenho aquele medo de não ser boa o suficiente e fazer tanto esforço em vão. Quando essa paranoia acontece, procuro relaxar um pouco e assistir alguns filmes que me inspiram a acreditar mais no que eu sou capaz de fazer.  No que todo