Pular para o conteúdo principal

Awesome do Mês: Maio

Maio foi um mês doce. Literalmente. O frio chegou pra ficar aqui em Guarapuava e eu lutei (em vão) contra todas as minhas forças  pra não fazer brigadeiro toda semana. Mas foi difícil. Agora é junho e as temperaturas continuam baixas, mas eu espero ter mais controle sobre o que a minha gula insiste em comer. 

Na faculdade, os trabalhos e as provas começaram a surgir. E cada um que aparece só faz com que eu tenha ainda mais certeza de que estou no curso certo. Na aula de 'Arte e Estética', foi passado um trabalho onde cada grupo precisava: escolher uma música internacional dos anos 70/80, escrever uma nova letra pra ela e cantar em português e cantar a mesma num dia X pra todo mundo. 

Meu grupo escolheu "Don't Stop Believing" do Journey (aquela música-tema de glee, sabe?) e escreveu sobre a mudança de cidade. Além de cantarmos, acabei também fazendo um vídeo (com filmagens de Guarapuava e das pessoas da minha sala) pra passar durante a apresentação. 

O resultado ficou tão legal, que acabei postando lá no youtube. Então, se você quiser ver, é só clicar aqui. E confesso que comecei a me jogar mais nesses projetos filmográficos (tá certo isso? hehe). 

Como expliquei aqui, decidi filmar 1 segundo por dia da minha vida e depois juntar esses segundinhos no final do mês pra ver como fica. O de Maio ficou curtinho, mas já foi postado aqui ;)

De 16 a 20 desse mês, conferi uma mostra de cinema na faculdade sobre o Orson Welles ♥ Prometo que depois que eu organizar minhas ideias, vai ter post sobre isso! 

Bom, aqui no blog: fiz uma crônica sobre morar sozinha e cozinhar meu próprio miojo, postei a Awesome de Abril, participei da TAG 101 Coisas em 1001 dias ao fazer minha listinha e compartilhei minha playlist de viagem com vocês ♥ 

Depois desse gigante textão, vocês podem conferir o resto do post :)          

Links
Foto: We Heart It
Namore um cara que apoie suas viagens
Um segundo por dia - porque todos eles importam!
A assustadora história dos homens de preto
E se você contasse seus fracassos e não só as vitórias?
Alguém viu meu amor por aí?
Amores Urbanos e Solidão
Desafio Feliz com a Vida
Físicos chocam o mundo ao afirmarem que nossos pensamentos afetam o mundo físico


Youtube
Foto: We Heart It
Conselhos 5#: ROMANTISMO
Livros de Youtubers - Desabafo
Programa do JÔ: Entrevista com Alessandra Maestrini (A BOZENA!)
Aprende a Respeitar
Estupro Coletivo e Johnny Depp Agredindo a Mulher, Calma!!!
Monstros do Cinema
Pathy dos Reis: Meus Livros Favoritos
Bis: Susto - Feito para Dividir
Segurança financeira ou Felicidade? (feat. Christian Figueiredo)
#5 Filmes com Carol Moreira
Youtuber é Profissão?
A Impassível Passagem do Tempo
O dia que fiz um teste de gravidez
TOP 10: Séries Formadoras de Caráter



Sandy feat. Tiago Iorc - Me Espera
Ouvi "Me Espera" no comecinho de Maio, mas só fiquei viciada pra valer nela agora. A letra da música é linda, assim como a letra. E é incrível ver como as vozes dos dois cantores combinaram

Nem parecia que essa era a primeira música que eles gravavam juntos. Além disso, um super destaque para o clipe. Delicado, sutil e cheio de símbolos em relação a canção. Enfim, amei ♥

Thirty Seconds to Mars - City of Angels
Não vou mentir, já fui completamente viciada no álbum "This is War" (2009) do Thirty Seconds to Mars. O que eu não sabia (muito desinformada, eu sei) é que a banda havia lançado outro álbum depois desse (LOVE LUST FAITH + DREAMS) em 2013. 

Eu passei os últimos anos carente de músicas novas, enquanto todo mundo ouvia o que os caras lançavam. De verdade, eu não sei em qual mundinho eu estava. Agora imaginem minha surpresa quando encontrei no Spotify um cd novo para ser feliz! A minha favorita do momento é sem dúvidas a "City of Angels"

Me identifiquei com a letra e achei o clipe maravilhoso. Mas o que me deixou impressionada mesmo foi esse lyric. É pra mim, o mais incrível que eu já vi. Como sou muito fã de pôr-do-sol, então não consegui não dar play várias vezes seguidas. 

Obrigada Thirty Seconds, prometo ser mais antenada no próximo álbum que for lançado ;)

Família Madá part. Cacife Clandestino - Sol
Em Maio, fui numa festa que só tocava Rap (AH, teve até batalha de rappers! ♥) . Não conheço muito o estilo, então não sou capaz de opinar :P Porém em meio a tantas músicas que ouvi do gênero, a "Sol" da Família Madá foi a minha favorita. 

Gostei tanto que parei na mesma hora e perguntei o nome da música e do artista. Acho que foi o ritmo good vibes dela que me conquistou. Dá vontade de correr pra praia (lago agora no meu caso) mais próxima pra curtir a melodia.

Nando Reis e Ana Cañas - Pra você guardei o amor
Estava vagando pelo blog Depois dos Quinze, quando encontrei essa indicação maravilhosa! Nunca havia ouvido essa música e me senti eternamente grata por conhecê-la. A letra é linda, mas não é só isso. Acho que as vozes dos dois cantores dão a "Pra você guardei o amor" um ar de infinito

Sabe quando parece que uma canção não tem fim? Mas no bom sentido. A impressão que dá é de que ela é como a vida, está em constante transformação e movimento. Tá, parei. Pode já ir dando um play!  

Dubbi
Foto: Print do Site
Eu adoro viajar e também escrever sobre as minhas viagens. Além de manter a experiência viva dentro de mim, também sinto que me atento mais aos detalhes de tudo. Foi por esse motivo que surtei quando encontrei o site Dubbi. 

Ele nada mais é do que uma rede colaborativa onde você pode contar dicas de um lugar que você já conheceu e, sendo assim, também descobrir mais (por meio da vivência de outras pessoas) sobre alguma cidade ou país que você quer visitar. Gostou? Para conhecê-lo, é só clicar aqui. Agora, é só preparar a grana pra viajar! 

O Baile dos Werneck
Foto: Carol Chagas (perdoem a qualidade da foto).
No feriado de Corpus Christi, peguei um busão e viajei 16h30 (geralmente não demora tanto) para visitar os meus pais em Praia Grande. Passei quatro dias (que voaram) na minha ex-terrinha e em um deles fui ao teatro ver O Baile dos Werneck. 

O show era gratuito, pois participava do Circuito Cultural Paulista. Fui esperando uma apresentação com músicas dos anos 80 (como a própria descrição falava), mas fui surpreendida por algo completamente diferente. 

Tudo foi muito interativo, sabe? Todos da banda realmente falavam com a plateia, tanto é, que havia horas em que eu ficava na dúvida se estava assistindo um show ou um stand-up. 

Além de cantarem muito bem, o grupo tinha muita desenvoltura nos palcos, o que fazia com que a plateia se sentisse infinitamente mais confortável. Ou desconfortável á princípio, já que todo mundo teve que levantar da cadeira e dançar com eles. Enfim, estão de parabéns! 

TVShow Time
Foto: Google Imagens
Não sei vocês, mas com tanta série que assisto, sempre me confundo em que episódio/temporada estou. Já tentei anotar em n lugares, mas sei lá, sempre me pego vendo um episódio repetido. 

Até que um amigo meu me recomendou o TVShow Time. O app permite que você atualize com a maior facilidade do mundo as suas séries. Enfim, tô usando e amando ♥ 

Felicity
Foto: Google Imagens
Quando assisti ao vídeo da Tatiana Feltrin em que ela indicava séries que haviam acompanhado ela durante sua adolescência, fiquei curiosa com a história de Felicity. Assisti um episódio e desde então, venho gostando muito da série. 

Nela, Felicity (a garota da foto que é título da série) acaba de ir para NY e começa a faculdade. Lá, ela precisará aprender a lidar com tudo que a "vida adulta" envolve. Vou fazer um post só sobre o seriado nas próximas semanas, mas já indico! :)


Mas e aí, gostaram de alguma indicação? Qual chamou mais a sua atenção? Me contem!

Até um próximo post!

Follow my blog with Bloglovin

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trilha Sonora: Simplesmente Acontece

Não sei se vocês perceberam, mas eu meio que amei o filme Love, Rosie (Sim, prefiro o título original). Mesmo já tendo feito um post sobre ele, não pude deixar de comentar a Trilha Sonora. 
A história se passa durante muitos anos e a música evolui com ela. Nem preciso dizer que achei esse fato fantástico. Além disso, os nomes variam entre artistas famosos como Beyoncé a outros não tão conhecidos assim, mas incríveis igualmente. 
Ah, tem até composição instrumental, que super combina com os momentos das cenas. Resolvi escolher as minhas favoritas e colocar aí embaixo para vocês ouvirem e amarem tanto quanto eu estou amando (: 

Algumas delas você só vai gostar mesmo se assistir o filme haha (já falei como é bom lembrar de uma cena ao ouvir uma música). 

Lily Allen - Littlest Things
Elliott Smith - Son of Sam

Lily Allen - Fuck You

Kodaline - High Hopes
KT Tunstall - Suddenly I See
Beyoncé - Crazy in Love Gilbert O' Sullivan - Alone Again (Naturally)
Mimi & The Mad Noise Factory - Get Me Bac…

Os Signos dos Cantores

Música é uma das melhores coisas da minha vida e acredito que na de muita gente também. Ela está presente em diversos lugares e nas mais diversas línguas, mas na última semana ela está ainda mais em evidência aqui no Brasil. Sim, estou falando do Rock in Rio ♥ 
Inspirada nessa vibe musical, decidi fazer um post sobre os cantores, mas de um jeitinho diferente. Quem me conhece, sabe que eu amo astrologia e, geralmente, acho alguma semelhança entre pessoas do mesmo signo. 
Então, para celebrar a minha mania de procurar o aniversário dos cantores, resolvi reunir muitos deles em um post :) Lembrando que podem existir diferenças nos perfis que eu descrevi, dependendo do ascendente e da posição das casas, okay? Agora vai lá, ler :P
Áries
Os arianos são conhecidos por iniciar, colocar em prática coisas que ainda não foram realizadas. E que, por esse motivo, sempre são lembrados por seus feitos. 

Áries é o tempo de começos e isso fica ainda mais evidente ao observarmos os exemplos de cantores do si…

A Verdade Sobre os Desenhos

Como qualquer criança normal, eu passei minha infância assistindo desenhos (ainda assisto haha). Só que quando a gente cresce, passa prestar mais atenção ainda neles. Outro dia, eu descobri alguns significados ocultos de um desenho que eu assistia, e resolvi pesquisar MAIS sobre outros. Veja abaixo.

7 Monstrinhos O desenho era exibido na Tv Cultura. E quem era fã mesmo, tinha até a música de abertura decorada hehe. Tudo muito lindo, mas e se eu te dissesse que ele era uma crítica contra o nazismo? Isso mesmo. De acordo com algumas teorias, os 7 monstrinhos representariam a visão dos alemães sobre os judeus. 

Eles eram vistos como monstros, possuíam o nariz bem grande, e olha só que coincidência: No campo de concentração, eram identificados por Números. Um dos personagens usava um pijama listrado bem idêntico ao uniforme que os judeus que eram presos tinham que usar, e eles também moravam no sótão (local onde os judeus se escondiam). 
Bob Esponja Para o nosso querido Bob Calça Quadrada, tem…

9 Conselhos para 2019.

Cara eu do futuro,
1. Leve seus sonhos a sério. Os que você encontra quando foge desse plano e os que te tiram o sono de vez em quando. Você não precisa de um grande gesto ou de uma mudança radical pra começar. A constância, das suas ações, é muito mais importante do que a rapidez dos seus resultados. A evolução mora na disciplina e espero que você tenha feito morada nela também.
2. Não volte para a mesma pessoa, para o mesmo lugar ou para qualquer coisa esperando o mesmo sentimento. Não será igual. Então, não espere nada. E se possível, não volte. Rever é bom, mas você e eu sabemos que nós não sabemos lidar muito bem com revivals.
3. Abrace os seus fins. Os sinta e se emocione com cada um deles. Mas não se apegue á dor do que não mais será. Parece clichê, mas tente lembrar do começo que mora logo ao lado.
4. Você precisa ficar sozinha. Não sempre. Mas numa frequência considerável, dependendo do seu contexto. Você se sente bem quando o faz e se reconhece como gente. Também não fique muito…

5.

O reflexo da luz do poste na minha parede. O sol se pondo e iluminando o cabelo claro de minha amiga. As batidas frenéticas na porta quando nasce alguma novidade. O som no último volume - e ainda assim não alto o bastante - como trilha da limpeza. Os arco-íris que aparecem por tudo quanto é canto depois das 11h. Conversas dentro de minha casa que caminham horas a fio, até o dia se apagar lá fora. 
Quando morava com meus pais, meu lar eram vários lugares. O meu quarto. A parte de trás da porta do meu banheiro. A sacada. A cozinha durante a madrugada. Nesses espaços era onde eu mais me sentia viva. Como se eu pudesse me iluminar inteira de uma só vez. 
Hoje vejo que no meu lar há vida em todos os cantos. Minha. E de outros seres que, vez ou outra, resolvem fazer morada por aqui. Já mudei a mesa três vezes de lugar e, cada vez, tem mais gente de quem eu gosto ao redor dela. Minha casa é abrigo temporário. Casa de passagem. Retiro de memórias. E testemunha de transformações. 
Ela me viu em m…