terça-feira, 12 de agosto de 2014

TOP 5: Robin Williams

Ontem, fomos surpreendidos com a perda do ator Robin Williams. Como todo mundo já deve ter ouvido por aí, ele foi encontrado morto. Robin lidava com a depressão e o alcoolismo. Mas acredito que todos nós devemos lembrá-lo como o grande artista que foi.

Um verdadeiro mestre, não só do drama, mas também da comédia. É engraçado como eu sinto como se ele fosse um tio distante, já que fui criada em frente a TV. Ou seja, meus melhores amigos eram personagens de filmes e desenhos. 

E Robin Williams estava presente em grande parte disso tudo. Não só da minha vida, como também da vida de muitas pessoas ao redor do mundo. É por isso que fiz o TOP 5 de hoje. Para relembrar alguns dos melhores filmes do ator. 

Uma Babá Quase Perfeita (1993)
Esse é um dos meus filmes favoritos e é o que mais fez mais parte da minha infância. Robin Williams dá vida a Daniel. Um pai que acabou de se separar de sua mulher, mas não quer ficar longe dos filhos. A solução? Ele decide se disfarçar de babá e é contratado pela sua ex.

Nem preciso dizer que tudo acaba em confusão, né? Mas acho que essa é a graça do filme. A história foi revolucionária na época, e Robin Williams arranca boas gargalhadas do público com cenas icônicas do cinema.

Sociedade dos Poetas Mortos (1989)
Esse talvez seja o filme mais inspirador de Robin. No qual ele é um professor nada convencional de literatura em uma academia tradicional. Ele ensina seus alunos não só a se oporem ao controle que lhes é imposto, como também os apresenta a Sociedade dos Poetas Mortos. 

A história é incrível e faz com que você veja as coisas de um novo ângulo. É um daqueles filmes que te transforma e faz com que você leve várias lições consigo. E nele, podemos ver a competência de Robin em um filme de drama.

Jumanji (1995)
Esse é sem dúvida, o meu filme favorito. Pra quem conhece Zathura, saiba que foi inspirado em Jumanji. E mesmo sendo mais velho e os efeitos especiais não sendo tão Hollywood quanto Zathura, acredito que Jumanji se supera no roteiro e na interpretação. 

É mais que um jogo, é uma aventura onde qualquer criança e adulto que assista se sente envolvido pelo que acontece. Robin Williams dá vida a Alan Parrish, um menino que acha um jogo enterrado (meio creepy, né?) e o joga com sua amiga Sarah, o que acontece é que em uma das jogadas, ele é engolido pelo jogo e levado a uma selva. 

Depois de 26 anos, Alan, Sarah e mais dois irmãos voltam a jogá-lo. Com a esperança de terminá-lo. O filme em si não parece para crianças, o mistério em volta do jogo é bem obscuro, e essa é a melhor parte (:

Ps: O filme tem Kirsten Dunst bem novinha. 

Patch Adams (1998)
O filme foi baseado na vida de Hunter "Patch" Adams. Um homem que após ter tentado se suicidar, decide ir para uma clínica psiquiátrica. No hospital, ele percebe como consegue ajudar as pessoas com seu bom-humor. 

Então, ele decide estudar Medicina e aos poucos, vai levando sua alegria aos pacientes. Causando um certo espanto nas pessoas, mas que vão se acostumando com sua compaixão. Robin Williams dá vida ao médico. Mais um filme emocionante para a lista. 

O Homem Bicentenário (1999)
Para o ano de 1999, esse foi um filme muito ousado. Nele, uma família compra um robô chamado Andrew (Robin W.), com a intenção de que ele realize diversas tarefas domésticas. E no filme, vemos o passar dos anos. Andrew conhece diversas gerações da família original, até que decide abandoná-la para seguir sua própria jornada. 

O que acontece é que, o robô começa a desenvolver emoções e personalidade, e sai em busca de uma forma para seu problema: ele quer se tornar humano. O filme é uma grande aventura, totalmente inspiradora que trazem várias frases bonitas pra levar pra vida, sabe? 

É meio difícil listar todos os filmes incríveis dos quais Robin trabalhou, já que sua carreira é extensa. Outros filmes que também merecem ser vistos com o ator: Uma Noite no Museu, Férias no Trailer, Hook.

Acho que talvez a característica mais incrível dele, seja que seus filmes nunca eram vazios, sem lições. Mesmo quando era uma comédia, a intenção era mais do que fazer o público rir, mas sim passar uma mensagem. Por um mundo com mais Robin Williams.

Fotos: Google Imagens

2 comentários:

  1. Creio que vc não assistiu "Good Morning Vietnam", pq deixou fora da lista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, nunca havia ouvido falar. Mas obrigada pela dica

      Excluir

Pode comentar que eu não mordo :P

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...