segunda-feira, 29 de junho de 2015

Sítio no Interior e Reflexão Sobre Cidades

No comecinho de Junho, viajei para Itararé (interior de SP) novamente. Eu sempre vou pra lá, até já falei um pouco sobre a cidade no Natal, mas a viagem foi um pouquinho diferente dessa vez. 
Por motivos de: Me desliguei do celular (e consequentemente da internet) pra valer, cheguei até a não levá-lo para casa dos parentes haha. Tudo para socializar um pouco mais com o pessoal que eu não vejo tão frequentemente. 
E olha, foi a melhor ideia que eu tive em muito, muito (não tenho muitas boas ideias hehe) tempo. Recomendo pra quem puder, faz toda diferença. 
Bom, além do fato de eu ter me desintoxicado desse mundo virtual, também visitei um sítio que era totalmente afastado da civilização. E nossa, que sensação boa ♥ 
Esse cavalo estava me ignorando tanto que ficou bem paradinho (de boas) na minha frente.
Na fazenda que eu fui (sim, era um fazenda de verdade!), havia muitos animais e eles eram super acostumados com pessoas, não sentiam medo da gente sabe? Não se assustavam nem um pouco com a nossa presença. Sinal de que estão sendo bem cuidados. 
O nome dessa cachorra linda é Fiona (: E não, ela não é cega de um olho. 
Bom, também havia uma plantação de trigo e confesso que (apesar das dores musculares da sedentária aqui) adorei andar por tudo aquilo. Além das fotos, fiz alguns videozinhos no lugar e estou tentada a postá-los, vamos ver se eu crio coragem haha. 

Também fotografei a praça principal da cidade (aquela que estava decorada no natal), que agora estava aguardando a festa junina, mas vou colocar as fotos no Fotografando #6. 
Plantação de trigo (:
Bom, o resumo dessa viagem só me fez perceber algo que eu já meio que sabia, mas não queria admitir: Eu gosto de cidades do interior. Adoro o fato da natureza estar ali, bem pertinho de mim, fazendo parte da minha vida. 

Eu amo viver em praia, mas confesso que não me sinto completamente feliz na minha cidade, por ela ser meio violenta. E também tem a simplicidade das pessoas que moram em cidades pequenas. As atitudes, no geral, são bem diferentes. 
Parece que elas realmente se importam com você, tem bom dia, boa tarde, boa noite e boa vontade. Lembrando que eu não estou dizendo que as cidades do interior são perfeitas, okay? É lógico que elas têm defeitos, assim como as grandes cidades possuem suas vantagens. 
O negócio é que eu não faço a menor ideia de como vai ser o meu futuro e, por mais que eu queira me mudar para um grande centro urbano e ficar lá pelos próximos 5, 10 anos (quero fazer Publicidade né, gente?), tenho vontade de gastar algum tempo da minha vida vivendo em algumas cidades interioranas do Brasil (ou até mesmo de outros países, quem sabe? haha). 
Ah é, nunca comentei isso aqui, mas eu tenho vontade de viver no máximo 4 anos em cada lugar. Sem raízes, é um pequeno sonho meu. No momento, estou aberta a milhões de opções e isso me assusta um pouquinho. 

Ainda bem que a internet funciona no mundo todo, né? O Fases de Alice está seguro <3 Bom, vou parar de blá blá e voltar a estudar, espero que vocês tenham gostado das fotos (: Até o próximo post!

Texto: Carol Chagas
Foto: Carol Chagas

2 comentários:

  1. Que fotos lindas!
    Principalmente a dos animais *O*

    http://meubaudeestrelas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha adorei eles também, brigada ((:

      Excluir

Pode comentar que eu não mordo :P

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...