quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Livro: A Culpa é das Estrelas ♥


Sinopse
Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. 

Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.
Antes de ler o livro, eu já havia visto a adaptação de "A Culpa é das Estrelas" para os cinemas. Por ter me divertido tanto com o filme, achei que o livro não chegaria aos pés dele no quesito comédia (já que o longa é recheado de momentos engraçados), porém me enganei. 

Os diálogos escritos são tão irônicos quanto (talvez até um pouquinho mais) àqueles falados pelos atores. O que me leva ao próximo ponto: a adaptação foi extremamente fiel ao livro. Conforme eu devorava as páginas, cenas do filme apareciam na minha cabeça. 

Só que eu mergulhei mais na história ao lê-la do que quando a assisti. Talvez seja porque existem mais detalhes no livro em si ou por eu ter conversado durante o filme todo (sim, sou dessas) ao assisti-lo. 
Consegui me emocionar (algo que não acontece com frequência em livros) em diversos momentos, além de rir com a ironia presente durante a história inteira. Eu me apaixonei pelos personagens (Hazel e Augustus) e adorei a forma como o autor conseguiu criar personalidades tão distintas e interessantes.

"A Culpa é das Estrelas" não fala apenas sobre o amor, mas trata também de reflexões á respeito da vida e da morte. O livro não "romantiza" a doença (como li em algumas resenhas), mas ele mostra como nossas vidas são vulneráveis e insignificantes para o universo. 
E apesar de só ter lido dois livros do John Green, acredito que esta seja uma característica literária do autor. A busca pelo sentido. Quem somos e o que estamos fazendo nesse mundo são perguntas que parecem inquietá-lo o bastante para que ele escreva histórias que contemplem esse tipo de questionamento.

Confesso que fazia um bom tempo que um livro não me prendia e me instigava como este. É como se você PRECISASSE saber o que acontece. Apesar de o enredo ser simples (leia-se não é uma ficção em um futuro distópico com diversos vilões, objetivos e missões), ele te cativa porque você se identifica. 
Por mais que a sinopse prometa um drama, o que acabamos lendo é uma história sobre a vida de pessoas. Sim, elas são doentes, mas a doença não é tudo que elas possuem. John mostra uma perspectiva diferente da nossa, mas ao mesmo tempo, faz com que a gente encontre semelhanças com essas pessoas.

Outro ponto para o autor é a quantidade incrível de frases, metáforas, ironias, analogias e trocadilhos maravilhosos! Seria pedir demais por uma vida repleta de diálogos do livro? ♥
"A Culpa é das Estrelas" é um livro que te emociona, alegra, questiona e faz com que você reflita sobre tudo aquilo que vivemos. O terminei com um sorriso no rosto, cheia de reflexões e coisas para pensar. 

Gosto de livro que faz isso com a gente, nos muda de alguma forma depois que o terminamos. E foi isso que o autor fez comigo. Obrigada, John!

Frases Legais
"(...) não existe glória na doença. Não há propósito nela. Não há honra em se morrer de."



"Ás vezes parece que o universo quer ser notado."


"A nostalgia é um efeito colateral de se estar morrendo."

"Você me deu uma eternidade dentro dos nossos dias numerados."

"É quase como se o modo como você imagina meu "eu morto" dissesse mais sobre você do que sobre a pessoa que eu era ou sobre o que quer que eu seja agora." 

"A escrita não ressuscita. Ela enterra." 

"A tristeza não nos muda, Hazel. Ela nos revela." 

"Ainda que o mundo não tivesse sido feito para os seres humanos, nós tínhamos sido feitos para o mundo."

"As marcas que os seres humanos deixam são, com frequência, cicatrizes."

"Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações."

"Não dá para escolher se você vai ou não vai se ferir neste mundo, meu velho, mas é possível escolher quem vai feri-lo."


Ficha Técnica
Nome: A Culpa é das Estrelas
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 286
Ano: 2012


E aí, vocês já leram o livro? Quem não leu, ficou afim de ler?

Até um próximo post!

Fotos: Carol Chagas

Follow my blog with Bloglovin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar que eu não mordo :P

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...