quinta-feira, 10 de março de 2016

Filme: Bonequinha de Luxo

Você provavelmente não assistiu esse filme, mas com certeza já viu por aí a foto acima. Bonequinha de Luxo ou Breakfast at Tiffany's é uma comédia dramática adaptada ao livro de mesmo nome. O longa foi lançado em 1961 e conta com a icônica Audrey Hepburn como protagonista.

A história começa quando Paul Varjak, um escritor, muda-se para um novo prédio (custeado por sua amante). Ali, ele conhece sua vizinha Holly Golightly, uma acompanhante de luxo que veio morar em Nova Iorque para ser atriz. Os dois tornam-se bons amigos e o autor (assim como nós) vai conhecendo o mundo e a personalidade dessa garota tão excêntrica.
Ela sonha com o luxo e com a riqueza, tanto é que só se aproxima de homens ricos. Característica essa que é ausente em Paul, já que ele é pobre. Apesar de parecer fútil á princípio, Holly possui uma ousadia que desafia a inércia de seu vizinho, fazendo com que ele se questione sobre sua própria vida. 

Além disso, quando sua história é contada, passamos a entender mais o lado da personagem. Além de seu novo amigo, a única pessoa a quem ela parece se afeiçoar é seu irmão Fred. Este foi para a guerra, o que faz com que seja frequentemente mencionado pela irmã, que sente muito a falta dele.
Acredito que Holly e a própria Audrey são a alma de Breakfast at Tiffany's. A atriz consegue interpretar a personagem com leveza e doçura. E consegue nos fazer entender (mesmo que contrarie a razão) a sua forma de pensar. 

Ela compara a si mesma com um animal selvagem, um espírito livre e prega o discurso de que pessoas não pertencem a pessoas (meio que concordo com ela!). Sendo assim, seu maior medo é de que alguém a prenda numa gaiola. Confesso que me identifiquei muito com essa parte de sua personalidade.   
Aqueles que preferem filmes agitados ou recheados de um enredo romântico previsível irão se decepcionar. Bonequinha de Luxo é cômica de um jeito não óbvio. Não faço ideia se isso é uma característica do livro ou se fazia parte do contexto em que o filme foi lançado. Só sei que o longa é diferente de tudo que eu já vi.
A fotografia é simplesmente linda. Como a história se passa em Nova Iorque, várias cenas mostram como a cidade era há mais de 50 anos atrás. E muitas delas são tão icônicas no cinema (principalmente a primeira!) que você vai sentir como se já tivesse as assistido.  
A trilha sonora também é toda especial. Quase todas as músicas instrumentais foram compostas por Henry Mancini. A minha favorita é a Moon River que é cantada em um momento pela Audrey e aparece mais algumas vezes na versão instrumental. 
Resumindo, Bonequinha de Luxo é o tipo de filme pra se ver com calma. Não se pode ter pressa com uma história que se desenrola aos poucos, ela quase que imita o ritmo da vida real (onde as coisas demoram pra acontecer). Existem momentos difíceis e tristes, mas também existem outros alegres e felizes. 
O longa tem alma, diferente de muitos filmes que querem arrancar da gente uma chuva de reações (sejam elas lágrimas ou risadas). Audrey pra mim foi fundamental para que este fosse o resultado. Muitos pontos positivos pra ela por conseguir fazer expressões cômicas e dramáticas dentro de um mesmo personagem. 

Breakfast at Tiffany's (você vai entender o nome na primeira cena) é um clássico amorzinho ♥ Vale muito o play! Ah, e ele está disponível (até o momento) no Netflix.   



Alguém aí já viu o filme? Se não viu, ficou afim de ver?

Até um próximo post!

Fotos: Google Imagens + We Heart It
Follow my blog with Bloglovin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar que eu não mordo :P

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...