segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Introvertidos X Extrovertidos

Desde pequena, me considerava uma pessoa extrovertida. Na verdade, eu sempre fui uma das entusiastas da turma, aquela que juntava todas as meninas numa rodinha na hora de comer e sempre falava com os novos alunos. 

É engraçado como conforme eu me recordo dessas memórias,  é quase como se fosse outra pessoa. Outra Alice. Já gostava de músicas deprês naquela época, porém a maioria eram de High School Musical e RBD (Não tenho vergonha do meu passado musical hehe).

Hoje em dia, morro de vergonha de olhar nos olhos das pessoas (não me perguntem o porquê) e não consigo me imaginar conversando com alguém novo na sala de aula. De verdade, eu não sei o que aconteceu no percurso entre aquela garota que queria ser líder e esta agora que detesta ser notada.

Agora, me considero com todas as letras uma pessoa introvertida. Fui consultar meu psicólogo (Google) sobre pessoas que eram extrovertidas e se tornaram introvertidas. E foi aí que eu me surpreendi, não havia nenhuma informação. Apenas casos de pessoas que venceram a timidez e se tornaram mais comunicativas.

Outra coisa, as pessoas confundem muitos os dois termos. O conceito de ambos é mais relacionado a energia. Os introvertidos são muito sensíveis e estar em meio a tantas pessoas os cansa. Já os extrovertidos são o contrário, recarregam suas energias ao estar com muitas pessoas. 

Agora, voltando ao assunto, descobri por meio dessas pesquisas que o mundo é totalmente voltado aos extrovertidos. Todos os links sobre o assunto prometiam ao usuário que aquela lista o iria transformar em uma pessoa mais comunicativa. E pensando na infância, o mundo sempre foi assim. 

Sabe aquela criança que é mais quieta e gosta de ficar sozinha? Todos os colegas (eu inclusa quando era extrovertida) e professores a questionavam se estava tudo bem, se existia algum problema. Porque querer ficar sozinha é sinônimo de tristeza, ou pior, de que algo está errado.

A questão é: as pessoas são simplesmente diferentes. E não há nada de errado nisso. No meu caso, talvez eu tenha me tornado introvertida, pela adaptação. Sou filha única e quando era mais nova, não tinha com quem falar (todos os meus primos moravam longe e os meus vizinhos eram idosos) e eu me lembro de como adorava conversar, porém não havia ninguém para me escutar.

Na minha sala, as crianças não tinham muito costume de brincar umas nas casas das outras, pelo menos comigo isso ocorria pouco. Ia mais na casa da minha melhor amiga (que permanece no mesmo posto nos dias atuais) e uma aqui, outra ali. O que eu fazia durante as tardes? Assistia tv.

Quando cresci mais um pouco, comecei a passar muito tempo no computador. E era ali onde eu mais me comunicava com os meus amigos, acho que de tanto teclar, perdi a habilidade de falar. Sou daquelas que acredita na Lei do uso e desuso (mas apenas em alguns casos, okay?), pelo menos no meio das habilidades. 

Se realizamos uma tarefa por muito tempo, nossa eficiência alcança a potência máxima. Porém toda vez que você adiciona uma habilidade, perde outra. Por isso, agora eu me forço a falar sozinha, algo que eu fazia direto quando mais nova. Tinha tanta vontade de falar, gente. Vocês não fazem ideia! E puxava assunto com qualquer pessoa que eu conhecia.

Talvez todo esse isolamento tenha me transformado numa introvertida, afinal. Porém não odeio esta nova personalidade, por mais que ela seja mais complicada, é menos ansiosa que a primeira. 

Fico feliz de não precisar mais de pessoas para preencher um sábado á tarde, a minha companhia é suficiente. Mas seria legal alcançar o equilíbrio, resgatar as boas partes da extrovertida que está perdida em algum lugar aqui dentro. Quem sabe eu não me torno uma ambivertida? haha (Sim, isso existe).

Texto baseado nas minhas memórias e inspirado nesse vídeo super legal do TED Talks: O Poder dos Introvertidos.

Texto: Carol Chagas
Foto: We Heart It 

2 comentários:

  1. Olááá
    pois é, dificil né? Eu sempre fui excluída, pra ser bem sincera e clara nas palavras, no final das contas tomei isso como minha verdade e até gosto de ser mais quieta e introvertida.

    Uma hora com certeza você vai se encontrar por completo flor, é só ter calma, tudo vai dar certo =3

    http://meubaudeestrelas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jacque! A gente se costuma a viver de uma maneira, mas tenho descoberto que ás vezes o melhor não é aceitar e se adaptar, mas sim tentarmos mudar o máximo possível =D

      Obrigada por ter comentado <3

      Excluir

Pode comentar que eu não mordo :P

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...