sexta-feira, 6 de junho de 2014

Filme: Malévola

Olá, galera. Ontem fui ver Malévola, e resolvi contar o que eu achei. O filme estreou semana passada, e o elenco conta com Angelina (Perfeita) Jolie, Elle Fanning (Sim, a irmã da Dakota), Sharlto Copley e Sam Riley.

Enredo
Bom, no filme, a perspectiva é bem diferente da história com que estamos acostumados a ouvir por aí. O foco principal é em Malévola, e em tudo que lhe aconteceu antes de ela lançar a maldição sobre Aurora. 

O enredo foi bem criativo, fazendo surgir fatos que o público (pelo menos eu)  não esperava. Porém, achei que o filme seria mais sombrio, o trailer meio que me iludiu. Acho que eu estava com muita expectativa hehe, mas tudo bem. 
O final me lembrou muito do final de Frozen, e isto só prova que a Disney está se modernizando, ao adaptar suas histórias á sociedade que vivemos hoje. A produtora vem construindo personagens mais fortes e determinadas. 

O fato da perspectiva do filme ser baseada em uma (originalmente) vilã, também foi muito inovador. Pelo menos, eu nunca havia visto nada assim antes na Disney. O filme ainda conta com um diálogo muito bem construído. Podemos encontrar na história humor, fantasia e drama, tornando-o bem único.

Efeitos
Agora, vamos falar sobre os efeitos. Gente, foram incríveis, sério. O Reino dos Morz, e as criaturas que ali viviam eram fantásticas. E a mudança do mesmo, quando Malévola se torna má, é visivelmente perceptível. 

A intensidade e o cuidado dados ao mostrar os poderes de Angelina valem o filme. A criação desse mundo completamente novo está de parabéns. Assim como a atriz, que foi fantástica, e me fez gostar de verdade de seu trabalho, já que eu não tinha muita simpatia por ela. 

Personagens
Malévola foi vilã, heroína, irônica, forte e sensível em horas apropriadas, não deixando nenhuma cena sem algum significado. Houve uma transformação da vilã icônica estagnada, para uma personagem complexa e humana, repleta de emoções. 

De garota pura, a traída, Malévola fechou seu coração para o amor, e se concentrou em vingança. Essa construção foi perfeitamente elaborada, assim como a humanização da personagem. 
Os personagens mostraram que, vulnerabilidade não é sinônimo de fraqueza, mas sim de força. Elle Fanning deu vida a uma Aurora diferente. Sim, ela é uma princesa com todos aqueles clichês de Disney. 

Porém, sua pureza e alegria não deveriam ser considerados superficiais, já que essas características a aproximaram da Malévola jovem. 
E com o passar do filme, descobrimos que Rei Stefan é o verdadeiro vilão. A ironia está no fato de que suas características não são tão desconhecidas para nós. Não é preciso se esforçar muito, para achar um vilão a nossa volta, e ao seu redor, pessoas machucadas e transformadas por ele. Nesse ponto, a fantasia se aproxima da realidade. Agora, não parece mais um simples Conto de Fadas, não? 


Dá uma olhada no trailer.
E aí o que acharam? Alguém aí já assistiu também? 

Fotos: Google Imagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar que eu não mordo :P

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...