Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2016

Menos distrações, mais vida.

Toda vez que algo novo entra na sua vida, algo antigo sai dela. Boatos de que o nosso espaço é limitado e não podemos levar tudo que encontramos por aí pra dentro de nós durante muito tempo. Por mais que a gente ache que dá pra carregar todas as pessoas do mundo nas costas, ou pior no coração, é impossível realizar essa proeza. E em algum momento a gente percebe.
Nós não gostamos de pessoas de uma forma igual. Algumas fazem a nossa respiração acelerar com o olhar, enquanto outras apenas nos dão cócegas. O tempo muda e os papéis trocam a qualquer momento. Mas algo não muda: o orgulho. Ou o ego, como você preferir.
Muitas vezes só queremos tapar um buraco, sabe? Tentar encaixar um quebra-cabeça qualquer porque o vazio dentro da gente parece fazer um eco maior do que podemos aguentar. Não significa que somos pessoas ruins, mas sim que não sabemos lidar com aquilo que há de errado em nossa vida. 
Quando fazemos isso com alguém, a culpa até chega na nossa consciência, mas a gente prefere evit…

A gente se perde, mas logo se encontra.

Dias desses me dei conta de que a vida é uma balança. Mesmo quando você perde, ganha algo. Só que existem alguns momentos em que a gente dá mais atenção para um lado do que pra outro. 
Mesmo que isso contrarie aquela ideia de que ambos os pesos têm sua importância, nós sempre tendemos para um lado. É o clássico copo metade cheio e metade vazio sabe? ~ A segunda discussão mais popular depois de biscoito vs. bolacha ~
A questão é que é bem difícil sermos imparciais com o que acontece com a gente. Modéstia a parte, eu sou a rainha em dar conselhos sobre a vida alheia e geralmente consigo fazer as pessoas se sentirem melhor. Mas ultimamente, tenho tido uma vontade louca de só "ficar na minha". Me concentrar um pouco na minha vidinha, só pra variar. 
Eu sempre tento ajudar todos ao meu redor, mas chega um momento em que a gente precisa se voltar para nós mesmos e nos ajudarmos. No fundo, somos as únicas pessoas que podemos fazer isso. Não dá pra jogar isso no colo de alguém, quando …

Procura-se: Maturidade

Eu poderia estar fazendo meu trabalho (que inclusive, é pra amanhã), limpando minha casa ou fazendo qualquer outra coisa que não fosse procrastinar. Poderia estar dando uma volta na cidade ou ajudando uma amiga com problemas. Mas só porque eu tenho a possibilidade de fazer essas coisas, não quer dizer que eu queira fazê-las. 
Talvez eu só queira chorar de saudade antecipada da minha (agora ex-)vizinha que acabou de mudar de cidade. Ou ir ao lago e ficar deitada na grama a tarde toda. Talvez eu queira ser 100% sincera com todo mundo ao meu redor pelos próximos 20 minutos. Mas só porque eu quero fazer tudo isso, não significa que eu possa. 
Quando a gente se muda para um lugar novo, imagina que a melhor coisa disso tudo é se descobrir. Conhecer cada partezinha possível de ser descoberta do teu ser. E o resultado disso tudo é maravilhoso. Mas o processo não é incrível o tempo todo. Ele tem seus altos e baixos, como tudo na vida.
Experimentar coisas diferentes do teu mundo é ótimo, mas senti…