segunda-feira, 30 de março de 2015

TOP 5: Apps para a vida

Oi, gente! Já respondeu a enquete aí ao lado? (Sim, serei insuportável até todo mundo responder haha). O post de hoje é uma indicação de alguns achados na internet, que podem transformar a sua vida - okay, nem tanto assim.

Por destino ou mera coincidência, tenho conhecido muitos aplicativos/sites que têm me ajudado muito no dia-a-dia ou simplesmente tornado ele melhor. Resolvi compartilhar com vocês, o que encontrei por aí.

Sleepytime
Sabe quando você não consegue acordar de jeito nenhum de manhã? Isso pode ter uma explicação. O Sleepytime nos ensina que os ciclos do sono duram 1h30, e que pode ser bem mais difícil acordar quando ele ainda não terminou.

No site, você diz a hora que você precisa acordar e ele te diz horários que você deveria dormir para acordar mais disposto. Eu já experimentei e dá super certo. Ah, você também pode falar a hora que você vai dormir, que ele te diz os horários que você deveria acordar. Clique aqui para acordar melhor.

Tune in Radio
O Tune in Radio simplesmente reúne várias (senão todas) as rádios do mundo. Sério, além de conhecer músicas novas, você ainda pode treinar o inglês ou qualquer outra língua ao ouvir os comerciais das rádios. 

E você também pode fazer uma playlist com suas músicas favoritas. Simplesmente perfeito. Ah, também tem rádios sobre esportes, notícias, entrevistas e sobre gêneros musicais específicos. Enfim, perfeição em forma de aplicativo

Cine Mobits
Sabe quando você quer ir no cinema e tem aquela preguiça básica de ir olhar no site (ou sites, se você mora em uma cidade grande) pra ver o que está passando? 

Então, Cine Mobits te fala em que cinema da sua cidade está em cartaz o filme que você quer ver ou ainda te mostra quais filmes estão disponíveis no seu cinema. Tudo isso com horários, sinopse e trailer do filme. O aplicativo quebra um super galho. 

Trello
Não sei vocês, mas eu tenho aprendido a me organizar demais nos últimos meses. Descobri que por mais chato que seja, traz resultados incríveis. E o Trello ajuda muito nessa hora. 

Ele funciona como uma espécie de agenda, onde você pode anotar suas tarefas e objetivos para o dia. Além de poder fazer várias listas. Ótimo para pessoas esquecidas como eu (: Ah, o cadastro e o uso são gratuitos. 

Minha Teca
Sabe quando você tem muitos livros, filmes, séries no computador? Então, e sabe também quando eles lotam o seu HD? É para isso que o Minha Teca serve. Ele é uma espécie de nuvem compartilhada. 

Você guarda ali seus bens virtuais e em troca, conhece os bens virtuais dos vizinhos. Confesso que descobri livros bem legais nos últimos tempos, por meio do site. Una o útil ao agradável aqui.


E aí gostaram? Vocês já conheciam alguns dos sites/aplicativos? Me contem nos comentários!

Fotos: Google Imagens + We Heart It

sábado, 28 de março de 2015

Vestibular: Sites Para Estudo

Antes de mais nada, você já respondeu a enquete aí do lado? Só demora um segundo, vai! Agora voltemos ao tema do post. Quem lê o blog (mãe) sabe que eu tenho feito vídeos e posts sobre o Vestibular e Faculdade, com dicas e algumas indicações para quem está precisando.

A dica de hoje é para quem fica tão perdido quanto eu, na hora de tirar uma dúvida, procurar complemento de livros, enfim estudar. E que acaba ficando super confuso, pois existe muita informação, o que torna ainda mais difícil a tarefa de pesquisar e filtrar o que ajuda e o que atrapalha.

Como tenho lidado bastante com isso nas últimas semanas, decidi compartilhar com vocês as minhas descobertas sobre os sites mais legais que eu encontrei para estudar :) 

Descomplica
Sou suspeita para falar sobre ele, já que sou aluna há um tempinho e passei a me dedicar ao estudo graças a ele. Foi lá que eu passei a entender que aprender pode ser divertido. Eles têm os professores mais legais do mundo <3

O site é pago, R$ 19 por mês, mas você pode assistir diversas aulas gravadas (Sério, sobre qualquer matéria do Ensino Médio), tirar dúvidas com estudantes em monitorias e eles ainda corrigem uma redação por mês, além é claro, das aulas ao vivo com os professores <3 E não, eu não ganhei pra falar isso haha. 

Me Salva!
Quando tenho uma dúvida muito específica e não encontro a resposta em lugar nenhum, procuro os vídeos dos professores sulistas mais atenciosos do Brasil haha. Eles têm um canal no youtube, onde explicam passo a passo a matéria. 

O forte deles são exatas, pelo menos, são os que eu mais assisto. E pra quem não sabe, eles também têm um site com ainda mais aulas gravadas e 3000 exercícios gratuitos *-* Um paraíso para qualquer vestibulando. 

Exatas Exatas
Não sei vocês, mas eu sofro horrores para entender química. Eu adoro a matéria, mas ela é complexa para o meu cérebro de humanas haha. Por isso que, quando encontrei o canal Exatas Exatas, só faltei dar pulos de alegria. 

O Humberto conseguiu me fazer entender Hibridização, um tópico que eu não encontrava uma explicação certinha em lugar nenhum. Enfim, virei fã do canal

Khan Academy
Eu sempre tive vontade de achar um site que não falasse apenas de matérias do Ensino Médio, mas sim algo mais aprofundado em outras áreas. Então, quando encontrei a Khan Academy foi amor á primeira vista.

Nele, as aulas são expostas em um quadro negro e explicadas por um professor. No geral, ele é mais focado em Ciências (Biologia, Física, Química) e Matemática, porém você pode encontrar aulas sobre Finanças, História, Artes (Cinema e Música estão inclusos \o/) e Computação (Eles te ensinam a programar <3). 

Para quem não sabe, esse site super incrível é uma ONG educacional criada por Salman Khan, um americano que queria distribuir educação de alta qualidade para muitas pessoas. Creio eu que se não todos, a maioria dos vídeos no site são gravados por ele mesmo e traduzidos para o português pela Fundação Lemann. Thanks, Khan!

História Online
Confesso que existem poucos sites que se dedicam ao estudo de história (humanas no geral), mas eu sempre procurei por algum que pudesse me servir de complemento para determinados assuntos.

Então, quando uma querida vestibulanda me indicou o História Online, eu abri o maior sorrisão no rosto :) O site possui vídeos aprofundados sobre praticamente todos os temas da matéria que precisamos estudar para o ENEM, Vestibular e afins. Além das aulas, ele também fornece resumos e lista de exercícios. Quem detesta história, irá se surpreender bastante.

Bom, ainda existem muuuitos sites dedicados ao aprendizado e ao conhecimento. Eu sei que faltou vários, mas prometo que farei outro post sobre isso. 

E vocês? Conhecem algum site sobre estudos? Me conta nos comentários!

Fotos: Google Imagens + We Heart It

sexta-feira, 27 de março de 2015

Trilha Sonora: Simplesmente Acontece

Não sei se vocês perceberam, mas eu meio que amei o filme Love, Rosie (Sim, prefiro o título original). Mesmo já tendo feito um post sobre ele, não pude deixar de comentar a Trilha Sonora. 

A história se passa durante muitos anos e a música evolui com ela. Nem preciso dizer que achei esse fato fantástico. Além disso, os nomes variam entre artistas famosos como Beyoncé a outros não tão conhecidos assim, mas incríveis igualmente. 

Ah, tem até composição instrumental, que super combina com os momentos das cenas. Resolvi escolher as minhas favoritas e colocar aí embaixo para vocês ouvirem e amarem tanto quanto eu estou amando (: 

Algumas delas você só vai gostar mesmo se assistir o filme haha (já falei como é bom lembrar de uma cena ao ouvir uma música). 

Lily Allen - Littlest Things

Elliott Smith - Son of Sam

Lily Allen - Fuck You

Kodaline - High Hopes

KT Tunstall - Suddenly I See

Beyoncé - Crazy in Love

Gilbert O' Sullivan - Alone Again (Naturally)

Mimi & The Mad Noise Factory - Get Me Back

Elton John - Tiny Dancer
E aí gostaram de alguma música? Se você gostou, saiba que elas não acabaram, tem muito mais aqui

Até um próximo post!

*Se você gostou da Trilha Sonora, também vai amar saber mais sobre o Filme =)

Fotos: Google Imagens

quarta-feira, 25 de março de 2015

Playlist da Semana: Futuro Interrompido

Você acorda todos os dias e faz as mesmas coisas. Levanta, come algo e sai de casa. Para o trabalho, para a escola, não importa. Você sai, faz o que tem que fazer e no dia seguinte, faz tudo de novo. 

A gente fica tão preso no piloto automático, que acaba sempre se acostumando com a ideia do dia, da semana, do mês seguinte. Até que não exista mais um amanhã e as chances se esgotem. Até que você não possa mais acordar e fazer tudo de novo. Para quem ainda tem algumas vidas sobrando, só resta seguir em frente. 

Acordamos, levantamos e saímos de casa. Sempre contando com o futuro. Esperando que algo faça sentido e que as coisas voltem a ser como já foram um dia. Pode demorar, dar trabalho, mas elas sempre voltam para o lugar. Não como costumavam ser, mas como conseguiram se adaptar.

Elliott Smith - Son of Sam

Bruno Mars - Moonshine

MS MR - Fantasy

Tiago Iorc - What a Wonderful World

Of Monsters and Men - Crystals

Muse - Dead Inside

Tobias Jesso Jr. - Just a Dream

Mumford & Sons - Believe
Vocês já conheciam algumas das músicas?

Foto: We Heart It

segunda-feira, 23 de março de 2015

Trilhos Contrários

Parece que nos esbarramos novamente. De tempos em tempos, a gente se encontra. Ou melhor, eu te encontro. Ouço de desconhecidos sobre o que anda fazendo, onde está vivendo. Aquele tipo de coisa clichê que comentamos numa conversa casual. 

Dá uma vontade de falar o que já fomos. Isto é, se realmente fomos algo. Mas prefiro guardar pra mim. Tem certas coisas que a gente não fala por aí, pra qualquer um. Escondemos dentro da gente em um daqueles lugares que não costumamos mexer. E é lá que está você. 

Bem soterrado debaixo de muitas camadas, por sinal. Mas isso é só para a minha segurança. Para que fique mais difícil de eu querer dar uma espiada no que é melhor deixar quieto. Você provavelmente não ouve de ninguém por onde eu ando ou o que estou fazendo. Trocou de lugar e de pessoas. Não sei porque ainda me importo. 

Talvez você seja o meu assunto mal resolvido. Aquele "E se" que me persegue a cada erro e retorna quando algum relacionamento não dá certo. É engraçado como tudo volta para onde começou. Você é o meu início e eu não sou sua linha de chegada. 

Somos como aquelas casinhas do Banco Imobiliário, destinadas a ficar em terrenos diferentes para sempre. Um apenas observa o que o outro faz. Sempre esperando a possibilidade de que um jogador decida nos juntar para formarmos um hotel. 

Talvez você seja a causa dos meus problemas. A razão pela qual eu faço tudo errado ou porque sou insegura com o que sinto. Eu não costumava ser assim. É horrível de admitir, mas você me mudou. E o pior é que você nunca saberá nada além do que eu estou fazendo ou por onde ando. 

Não conhecerá nenhum dos meus novos amigos, histórias, paixões e dúvidas. Porque você não faz mais parte disso. Talvez nunca tenha feito. Acho que é melhor assim. Ter um pedacinho da minha vida só pra mim, sem nenhum passado que o estrague pra variar. 

Vou guardar você naquele lugar de costume. Em uma gaveta, em um armário. Até que a primeira coisa dê errado e eu precise esbarrar na nossa história novamente para perceber umas coisas malucas. 

Pelo que ouço dos outros, eu estou indo, você está voltando. Sempre em direções opostas, terrenos diferentes do tabuleiro. Acho que esse é o nosso padrão. Esse é o nosso jogo

Texto: Carol Chagas
Foto: We Heart It

sexta-feira, 20 de março de 2015

SP: Catavento

No começo do mês, fui com uma amiga e a família dela visitar o Catavento. Para quem não conhece, ele é um museu de ciências (que fica em São Paulo), e é dividido em 4 espaços: Universo, Vida, Sociedade e Engenho. 
Foto: Wikipedia
O espaço é enorme e reúne atrações bem interativas, que te ajudam a entender melhor esse mundo louco que a gente vive. Não existe uma faixa etária para a visitação, já que crianças do Ensino Fundamental a adultos que já fizeram faculdade irão se interessar pelo que tem por lá. Ah e aos sábados, a entrada é gratuita. 
O museu está localizado no Palácio das Indústrias e era lá que ficava a Prefeitura de São Paulo (até 2004). O prédio tem uma arquitetura bem singular, daquelas que você fica um tempo admirando, sabe? Já havia ido antes nele, mas eu tinha uns 10 anos e não parei pra ficar vendo isso haha. 
Acreditem ou não. Isso é uma estufa.
Não existe uma ordem certa para começar a visitação, por isso, escolhemos ver a parte de Geografia primeiro. Na primeira sala, que era escura, haviam projeções refletidas em um tanque com areia. 


Quem observava, não via areia, mas sim vegetações. A parte mais legal é que quando a gente colocava a mão em cima das áreas verdes, chovia! Sim, é muito confuso de entender, por isso, tirei uma foto.
Depois passamos por um salão que mostrava cada tipo de vegetação existente na Terra. O mais legal é que o que eu estava estudando de Geografia para o vestibular (Solo, Clima, Vegetação) era o que eu estava vendo no Museu, então achei tudo bem mais interessante. Confesso que tirei foto de algumas coisas para estudar (#alwaysnerd).
Você percebe que o Catavento é perfeito quando se depara com uma caverna artificial em uma das salas :D Nem eu acreditei na hora. Estava tudo escuro, o que foi ótimo para eu testar o flash da minha câmera (que não me decepcionou). 
Só faltou os morcegos muahaha.
A área de Astronomia desvendava todos os mistérios sobre as estrelas, os planetas, os buracos negros e até mesmo o sol. Nessa parte, tem alguns aparelhos interativos que te falam quanto você pesa na lua, sua idade em n planetas, além de sons dos mais diversos fenômenos (como a tempestade solar). 

Ah, e vocês lembram da foto que eu postei sobre o Sol? Olha aí ele inteirinho. Acho que nunca vi um trabalho tão bem feito. Sei lá, amei. 
Passamos em seguida, pela sala de Biologia. Tinha Ecologia, Genética, Bioquímica, Anatomia, Evolução, entre outros. Tinha alguns fósseis por lá, além de alguns bichinhos vivos. 
Existe um Espaço do Olfato, que á princípio, parece ser super legal, né? Porém não. Tem uma máquina de cheiros e todos são ruins, acredite em mim. Eu testei todos, mas mesmo assim valeu a pena a "experiência". Também havia um intestino em tamanho ampliado, dava até para andar dentro dele. 
Máquina destruidora de Narizes.
Se tem alguma parte do museu que você tem mais interesse, olhe no site e veja se há alguma atração especial, porque no horário que fomos não havia nenhuma :( Ah, e também passe mais tempo na área que você mais gostar, porque é quase impossível conhecer (ler, aprender, ver) o museu todo.
Deu vontade de passar o dia todo no Intestino (:
O último espaço que visitamos foi o de Física. E este é o mais interativo de todos. Para qualquer lugar que você olhe, tem uma experiência, muito bacana. A primeira parte é de Ótica e rolam várias ilusões por lá. Porém, a minha preferida é a Casa Maluca, um lugar que está inclinado. Perfeita.
Reparem no relógio da casa.
Mais uma ilusão de ótica ou não né? 
No dia que fomos, era o dia seguinte da discussão sobre o vestido branco/dourado. E ao vermos a figura abaixo, nos lembramos do momento em que a gente duvidou de nossa capacidade mental/visual. Acontece.
O que vocês viram?
Ondas (:
A parte de Ondas foi fantástica ao vermos nessa experiência, a visível diferença entre notas graves, agudas. Não pergunte qual é cada uma, porque eu não lembro kk. 
Explore cada cantinho dessa área, porque tem umas salas escondidas, tipo uma especial de ótica. Ela era completamente escura e tinha vários efeitos bacanas. Ah, e também tem aquele experimento clássico que arrepia os cabelos, sabe? 
Sem filtro.
Bom, espero que vocês tenham gostado e que possam visitar o Museu, quando conseguirem (: Falando nisso, alguém aí já foi? Me conta nos comentários :P

Até o próximo post!

Fotos: Carol Chagas feat. Natália Fernandes (com exceção da segunda)

quarta-feira, 18 de março de 2015

Playlist da Semana: Tentativas

Você já desejou que algo fosse diferente? Desde coisas mais simples como o fato de chover muitas vezes na semana a assuntos mais complicados como o seu emprego, a sua "sorte" no amor ou o seu curso de faculdade?

Ás vezes a gente pede para o horóscopo trazer Marte pra perto de Urano e dar um jeito na situação. Mas em outras, a gente até faz uma força extra e dá tudo de si para que algo saia do jeito que a gente quer.

Pode dar certo ou não. O negócio é tentar, né? Mesmo que você tenha ficado sem internet o dia todo, o preço da comida esteja aumentando e todo mundo esteja "evoluindo" e você não. 

Mesmo assim, você não pode parar. Já não é mais questão de escolha. A gente vai e corre atrás, mesmo que exista o perigo de voltarmos com o rabo entre as pernas ou da sua pontuação não estar entre a maldita nota de corte da faculdade dos seus sonhos. 

Você só tenta e cobre os ouvidos com música, esperando todos os nãos do mundo. Dirigidos diretamente pra você. 

Billy Joel - Vienna

Sam Alves - Nosso Vídeo

Hillsong - Oceans

Zella Day - Sacrifice

Maroon 5 - Unkiss Me

Ed Sheeran - Photograph

Skylar Grey - Tower (Don't Look Down)

Misterwives - Coffins
Tem algo pelo qual você esteja lutando? O que?

Foto: We Heart It

segunda-feira, 16 de março de 2015

Filme: Simplesmente Acontece

Sabe aquele filme que é muito amor? Então. Simplesmente Acontece (Love, Rosie) é uma adaptação cinematográfica do livro Where Rainbows End e é protagonizado pela Lily Collins (A Claire de Instrumentos Mortais) e pelo Sam Claflin (O Finnick de Jogos Vorazes). 

Na história, os dois são melhores amigos de infância, daqueles que sabem tudo sobre o outro. Porém, existe uma visível atração entre eles, que decidem superá-la e continuar com a amizade. O que acontece é que esse sentimento passa a ser mais forte do que eles esperavam. 

E quando eles "decidem" vivê-lo, ocorrem diversos obstáculos. Sério. Mais do que mocinho de novela. Ah, e o título brasileiro engana, porque não tem nada de simples nisso não. 

Gravidez, namoros, viagens, casamentos, traições. O filme se passa durante 30 anos da vida dos dois. De alguma forma, eles sempre são separados. Quase como se esse fosse o destino. 
A história se desenrola com diversos acontecimentos ao longo dos anos que, apesar de serem muitos, não fazem com que o filme fique cansativo. Ainda que eu tenha sentido falta de mais detalhes, mas que só devem existir no livro e apenas deixariam o ritmo mais lento na adaptação. Apesar de ser um romance, várias cenas são bem engraçadas e surpreendem o público.
Os atores principais possuem uma boa química. Não aquela do tipo de paixão arrebatadora como Diário de Uma Paixão, mas como melhores amigos que vivem um doce amor. A personagem de Rosie é meio doida e atrapalhada, o que muda um pouquinho o padrão de protagonistas. 
Enquanto que Alex é inicialmente um adolescente nerd, mas que se transforma em um homem bem-sucedido, mas que tem uma certa tendência a se envolver em péssimos relacionamentos haha. 

A fotografia do filme dá aquele ar de fantasia em um sonho ou até mesmo de contos de fadas. A maioria das cenas são filmadas na luz do amanhecer ou do pôr-do-sol, o que dá a impressão de que tudo é encantado.
A passagem da idade dos atores incomodou um pouquinho, já que apenas penteados e roupas mudavam. Acho que a maquiagem perdeu a chance de fazer um trabalho bacana nos personagens. 

Bom, não tenho do que reclamar sobre a trilha sonora. Desde músicas desconhecidas que são fofas a outras super conhecidas que eram remetidas ao tempo em que se passava a história. Rolou uma certa nostalgia com várias.
Bom, é isso. Eu recomendo Love, Rosie para quem curte uma comédia romântica e não liga para finais clichês (eu não ligo). Ah, e uma dica: não assista o trailer. Mas se você já assistiu, não veja de novo haha. Ele entrega muita coisa da história.

E aí alguém já leu o livro ou assistiu o filme? O que acharam? Você que não viu, ficou afim de ver?

*Também fiz um post sobre a Trilha Sonora do Filme =)

Fotos e gifs: Google Imagens + Tumblr

sexta-feira, 13 de março de 2015

Série: Finding Carter

Não sei vocês, mas estou meio in love com as séries da MTV. Nos últimos anos, o canal tem produzido uma levada muito boa de histórias inovadoras em relação ás de outras emissoras. Como é o caso de Finding Carter. 

Nela, Carter, uma adolescente de 16 anos, descobre que sua mãe não é sua mãe de verdade, mas sim sua sequestradora. Ela foi roubada de sua família quando tinha 3 anos de idade e, desde então, sua família procura por ela. 

Além de uma mãe nova, Carter ganha um pai, um irmão caçula e uma irmã gêmea. Enquanto tenta se adaptar a sua nova família, ela procura sua mãe sequestradora.
Confesso que desde o começo, achei a série muito criativa. É uma perspectiva diferente de se olhar para uma situação que sempre ouvimos falar na tv. Ninguém conta o que acontece depois de se achar uma criança sequestrada. 

E Finding Carter fala muito desse ponto, já que a garota foi criada por sua sequestradora, ou seja, a ama. E por ter sido levada muito nova, nem se lembra de sua família verdadeira.
Além disso, é bacana ver como a filha perdida precisa criar uma conexão com seus pais e irmãos. Eu terminei a primeira temporada semana passada e, quase não pude reconhecer a relação dos personagens com a do episódio piloto. 

É interessante ver como as reviravoltas mudam a maneira deles agirem uns com os outros. Até mesmo nós, ao longo da série, mudamos a maneira que vemos os personagens. Nem todos são o que parecem ser. 
A série não apresenta efeitos especiais, já que se passa no mundo real. Porém, isso não impediu que os produtores fizessem uma das aberturas mais legais que eu já vi. O efeito do mundo virado de cabeça pra baixo e a música fazem uma perfeita menção á vida da Carter.

Falando em música, a MTV arrasou nesse quesito. Bandas incríveis aparecem em cada episódio e a que mais se destaca é a Misterwives (banda da música de abertura). 

Outro detalhe interessante da série é que, a cada vez que toca uma música, o nome dela e o de quem canta aparece bem na sua tela (não sei se isso acontece com outras séries da MTV). O que facilita a nossa vida ao procurarmos para ouvi-la (: 
Quanto a atuação, alguns atores são bem experientes e dão conta do recado, enquanto que uma parte dos novatos deixa a desejar. Mesmo com 12 episódios (um tempo considerável para o ator entrar dentro de um personagem), algumas cenas perdem o brilho que mereciam por causa da falta de expressão de alguns atores. Mas é claro que também existem aqueles que se destacam e roubam a cena na história.  
Outra coisa que me incomodou um pouco, foi o fato dos escritores quererem enfiar um romance goela abaixo na galera. Todo mundo sabe que alguns atores têm química, outros não. Alguns casais surgiram espontaneamente, de uma forma bem natural. 

Outros não faziam o menor sentido e a sensação foi de que os criadores queriam que houvesse uma torcida por eles, para que a série alavancasse. Enfim, achei forçado, a trama não precisa disso.
A história em si é muito boa, é legal a maneira que eles exploram as diferentes perspectivas de uma situação. Porém é preciso tomar muito cuidado para que ninguém a distorça e a desenvolva pensando unicamente na audiência. 

O final da primeira temporada foi recheado de reviravoltas e desfechos legais. Espero que a segunda temporada supere as expectativas em 31 de Março. 
Um grande PS sobre a personagem principal: a Carter é sensacional. A mais complexa da série. Rebelde, esperta, perdida. Ela é o caos em forma de adolescente. Fazia tempo que eu não via uma personalidade tão autêntica em séries.

Abaixo o trailer da série, infelizmente sem legenda :/
Espero que vocês consigam ver a série :)

Até um próximo post!

Fotos e gif: Google Imagens, Print e We Heart It
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...