Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2015

Como Aprender e Praticar Inglês?

Não sei se vocês sabem, mas eu sei falar inglês. Não gosto de usar o termo fluente no meu caso, por motivos de: nunca viajei para fora do país ou conversei com alguém pessoalmente por horas a fio na língua. O dia em que qualquer uma das duas coisas acontecer, eu aviso vocês.
Bom, o fato é que eu terminei o curso há exatamente um ano e quando estava prestes a concluí-lo sempre pensava: mas como é que eu vou me lembrar do que eu aprendi? Porque não sei se vocês já perceberam, mas tudo que a gente não pratica, a gente esquece (infelizmente).
E foi pensando nisso, que eu decidi criar uma rotina de "estudos" pra colocar o meu inglês sempre em dia. Depois de segui-la por alguns meses, vi que dava certo (pelo menos pra mim haha) e decidi compartilhar com vocês. 

Lembrando que esse post serve tanto para quem já aprendeu inglês, como também para quem quer aprender! Espero que as minhas dicas ajudem quem estiver precisando :) 
Listening
A primeira coisa que eu faço antes de começar a estud…

Ares do Inverno

Tá tudo vazio. O quarto, a sala, até  mesmo o plano de fundo do computador. Os pedaços do espelho quebrado já foram para o lixo, as roupas velhas já foram doadas. Cada um já está no seu lugar. Seja na sua gaveta predileta da cômoda ou numa cidade pequena esquecida em um estado diferente do seu.
Pode parecer estranho, mas depois de um tempo, você percebe que nada pertence a ninguém. Objetos, sentimentos e pessoas. A gente costuma analisá-los como se fossem todos sólidos e palpáveis, mas o que não sabemos é que todos são feitos de Ar. E ninguém é capaz de segurá-lo, contê-lo ou guardá-lo.
Ele tem vida e vontade própria, apesar do que você acha que sabe. Não adianta mergulhar de cabeça na ideia de que as coisas são estáveis e obedecem a uma ordem. Isso não existe. A psicologia pode até tentar, mas não existe uma lógica verdadeira que explique o que há dentro de cada um.
Podemos andar pelas ruas, observar o mar e achar que podemos controlar o universo ou ainda fingirmos que somos os donos do…

São Paulo: Avenida Paulista

Como eu tinha dito, viajei no finalzinho de Julho para Jundiaí, só que em um dos dias que fiquei por lá, fui pra São Paulo com minhas primas =) Escolhemos ficar na Paulista mesmo e visitar o que havia ali na Avenida.  O primeiro lugar que visitamos foi o Sesi-SP, onde estava acontecendo a 16ª Edição do FILE (Festival Internacional de Linguagem Eletrônica) de São Paulo. Eu achava que lá não ia ter muita coisa, mas CARA, como me enganei. Passamos 2 horas dentro do lugar e o tempo simplesmente voou. 
Primeiro, encontramos esse "paredão" que se chamava 'Big Beat'. Os botões quando apertados emitiam um som de algum instrumento e se você fosse bom o suficiente apertasse vários deles ao mesmo tempo conseguia formar um ritmo. Quer dizer, tentar né haha, é muito difícil. Mas a experiência foi muito legal.  Na parte central do espaço havia 18.000 dessas luzinhas LED. Elas apagavam, mudavam suas cores e a frequência com que ficavam acesas. Nem preciso dizer que fiquei um tempinho …

Indicação de Vlogs #3

Os Vlogs estão se espalhando que nem febre ou é só impressão minha? Durante 2015, perdi as contas da quantidade de vlogueiros que surgiram e pelo que eu estou percebendo, ela não para de aumentar. 
Durante Abril, como já é de costume, temos o VEDA (Vlog Every Day During April), só que alguns canais também resolveram fazer isso durante Agosto! Simm :P 

Acompanhando essa vibe, decidi indicar alguns vlogs que conheci nos últimos meses. São de assuntos variados e têm me feito companhia nos intervalos de estudo =) Dá uma olhada abaixo!

Papo Astral
A Carol Vaz é uma geminiana pra lá de bacana. Já aviso, o vlog é sobre Astrologia. Ela explica pra galera (de uma forma super traduzível) sobre a influência dos planetas no nosso signo. 

Além de mostrar com muito bom humor as diferenças de cada ser humano nos grupos do zodíaco. Ah, e ela também tem feito o mapa astral de gente famosinha do Youtube :P Pra se inscrever, é só clicar aqui.
Verdade Verdadeira
Eu conheci a Debbie por meio do blog de viagem de…

VLOG: TAG 7 Coisas

Semana passada, a Letícia e a Bárbara do blog Letter of Winter me indicaram pra participar da TAG 7 Coisas. Nela, você responde 7 perguntas com 7 listas e depois indica 7 blogs para fazer o mesmo :) Sim, é meio confuso haha.
Muita gente respondeu as perguntas por texto, mas eu decidi fazer em formato de vídeo porque faz um tempinho que não posto nada no youtube. Confesso que adorei as listas e acabei descobrindo umas coisinhas sobre mim mesma. Pra ver o resultado, é só dar o play abaixo ;)

Os Blogs/Canais que eu indico: Maah Music, Meu Baú de Estrelas, Dei um Jeito, Julieta em Paris, Thayníssima, Quase Outono, Livros da Wis
E aí gostaram? Se identificaram com alguma das minhas respostas? Me digam o que acharam! Ah, e não se esqueçam de se inscrever no canal \o/

Até o próximo post =)

Foto: Carol Chagas

Trilha Sonora: Cidades de Papel

Fui ao cinema com baixas expectativas ao ver Cidades de Papel, já que eu não havia lido o livro e todo mundo que eu conhecia falava mal da história. Apesar disso tudo, decidi pagar pra ver e assistir. E, NOSSA. Não me arrependi nem por um segundo. 
O filme é bem mais leve que A Culpa é das Estrelas (não tem como não comparar as duas obras, né John?), mas não deixa de tocar em assuntos profundos do ser humano. Engana-se quem o assiste esperando por um romance. O filme é completamente o oposto disso. 
Se pudesse escolher uma palavra que o resumiria, escolheria jornada. Já que durante toda a história, os personagens procuram por alguém, mas acabam encontrando algo bem maior: eles mesmos. Achei incrível a evolução dos personagens como pessoas e o fato do filme ser uma comédia que chega a algum lugar, sabe? Toca na ferida, dá aquele tapa na cara.
Os diálogos são muito bem escritos e o humor presente neles faz com que o longa mantenha um bom ritmo. Cidades de Papel fala sobre as reviravoltas q…

O Protagonista Que Existe em Você

Geralmente começa assim. Algo me incomoda, me cutuca. Mas eu ignoro. A coisa cresce e quando decido lidar com o problema, ele parece ir além das minhas mãos. Ela fica tão grande que se torna a minha maior prioridade na vida, pela proporção que tomou. 
Depois de um tempo, consigo ajeitar aquela ponta solta e finalmente consertar aquele lado estranho que era desigual do pé da mesa. Mas aí outra coisa surge. Outro nó. Outro fogo que cresceu e já queimou a casa toda. 
Outro detalhe ignorado que fez com que simples buracos na calçada se espalhassem e que, agora, necessitam de reparo na rua toda e não em apenas uma esquina. 
Talvez eu ainda esteja acostumada a ser criança. Onde a minha vida era resolvida por outras pessoas e estas desfaziam os nós que apareciam no meu caminho. É chato você não poder desligar o modo alerta da vida. 
Parece que a preocupação vira nosso segundo nome conforme a gente cresce. E a maneira com que você lida com o probleminha que se instala na parede do seu quarto pass…

Fotografando #7

Em Julho, fiz de tudo pra colocar minha vida nos eixos, mesmo que eu precisasse fugir um pouco de mim mesma. Conheci lugares e perspectivas de mundo que me fizeram ver outro ângulo da vida. 
Acredito que tudo que nos acontece promove uma mudança. E essa foi a palavra que mais definiu Julho. Experimentei por várias vezes aquela sensação de reviravolta em um filme, quando a gente descobre que uma coisa é outra completamente diferente, só que nesse caso era vida real e bem menos dramático. 
Também voltei com tudo aos meus estudos. Me distanciei do blog, mas era preciso, até fiz um post de desculpas aqui haha. Gravei um vlog sobre Arquitetura com a minha prima, que só falta ser editado e será postado nesse mês :) 
Voltei a fazer muita coisa, que eu tinha deixado de lado, sabe? A sensação que dá é que eu me encontrei, depois de muito tempo. Agora, é só lidar com isso tudo em Agosto. Veja Julho em Fotos!
A maioria dos dias foram frios. E eu não sou uma pessoa acostumada a lidar com isso. Result…

Esclarecimentos + AWESOME de Julho

Vamos parar com a palhaçada, tomar vergonha na cara e acabar com a enrolação. Está na hora de fazer um post de verdade. Chega de adiar, porque não está bom o suficiente ou porque eu não estou afim de sentar e escrever. 

Precisamos esclarecer umas coisinhas. Eu amo o blog, mas confesso que procurei evitá-lo nos últimos meses. Desde Maio, a quantidade de posts têm ficado meio inconstante, eu diria que até ausente durante algumas semanas. Mas sei lá, precisava desse tempo. 

Estou novinha em folha e pronta pra voltar a postar como antes. Cheia de ideias nessa minha cabeça desmiolada e pronta para colocá-las em prática. E a primeira delas é o AWESOME DO MÊS (Usei caixa alta e negrito pra vocês verem o quanto é importante). Calma, eu explico. 

Eu sempre encontro links legais na internet, mas não consigo encaixá-los em posts aqui no blog. Por isso decidi agrupar essas minhas descobertas em uma única categoria. O Awesome (que significa Incrível) é porque estou viciada em How I Met Your Mother e …