Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Acesso Restrito

É incrível como um bom livro pode deixar a gente mais inspirado. Só os especiais conseguem nos transformar e deixar a gente mais (qual é a tradução de believer mesmo?) na vida. Mais crente, isso mesmo. 
Sempre sou muito influenciada pelo que leio, ouço e assisto. Por isso, gosto de escolher muito bem antes de experimentar. O que nem sempre é muito bom. Apesar de já ter lido muitos livros, nunca ousei muito no gênero. Sempre transito entre Young Adults e Distopias, ou seja, muito do mesmo.
Nunca saio da minha zona de conforto literária. Uma parte de mim teme que eu não goste do livro e o abandone (Coisa que nunca fiz com nenhum livro!). Pensando nessa psicologia nada lógica da minha mente, comecei a perceber que eu também sou assim na vida.
Quando vou a um restaurante novo e experimento um dos pratos, duas coisas podem acontecer: Eu não gostar dele e nunca mais pedi-lo ou eu adorar e nunca mais provar outro prato do mesmo restaurante. Vocês devem pensar que eu sou louca. E talvez vocês e…

+ Entenda o He For She

Há tempos que o feminismo conquista ruas e opiniões mundo afora. Porém, o fato de ser conhecido pela sociedade, não significa que ela entenda seu real significado. Feminismo não significa apenas lutar pelo direito das mulheres e deixar os homens de lado. Mas sim lutar contra a desigualdade de gêneros. Essa palavrinha que tanta gente julga trata sobre os direitos do ser humano. 
Nós do Brasil, conhecemos muito bem esse problema. Homens não podem chorar, nem demonstrar sentimentos, nem fazer qualquer coisa que os qualifiquem como homossexual. Ao mesmo tempo que mulheres são menosprezadas por estes homens, como se estivéssemos obedecendo a algum tipo de sistema antiquado. Ao qual lhe damos o nosso bem mais precioso: a liberdade. 
Nesta semana, a nossa eterna Hermione (Emma Watson) fez um dos discursos mais lindos dos últimos tempos em uma conferência da ONU. E foi nessa noite, que ela lançou juntamente com a organização a campanha #HeForShe. Ela se baseia no fato de que não são apenas as m…

Playlist da Semana: Erros

Ás vezes (sempre!) quando faço ou falo algo errado, me imagino dando um tapa. Já vi isso em alguma série. Acontece com vocês também? Comigo é meio frequente. Queria saber onde fica aquele botão que cala a nossa boca ou que até mesmo a utiliza para falar coisas certas na hora certa (de preferência).
Não sei qual é a razão, mas eu tenho uma certa intolerância a errar. E a também aceitar e admitir os meus erros. Por mais que sejam pequenos. O orgulho fica sempre no meio do meu caminho. Sempre me paralisando. 

E eu tenho a falsa ilusão de que se eu escrever sobre isso, vou melhorar. A mudança precisa ocorrer aqui dentro, porém eu preciso praticar no mundo lá fora. Por isso fiz essa Playlist, pra ver se ela me dá um empurrãozinho. Quem sabe, né? 
Ps: Estou viciada em MAGIC! Como disse no twitter, estou ouvindo o cd de trás pra frente, aguardem uma música deles em cada playlist que eu fizer haha (:

Troye Sivan - Happy Little Pill MAGIC! - No EvilJessie Ware - Say You Love MeMarjorie Estiano - Me…

Teoria Conspiratória Sobre as Crianças

Estava conversando com uma amiga, até que ela me contou sobre um livro, onde um determinado personagem não possuía sentimentos. Porém, com o passar da história, ele começava a sentir algo. E a primeira das emoções, foi a vergonha. 
E conforme ela ia enumerando cada uma deles (que o personagem ia sentindo), algo me veio a mente. Quando estava na pré-adolescência ou na adolescência, lembro-me de ser tomada pelo sentimento da vergonha. De andar de mãos dadas com os pais, de usar determinadas roupas, de falar sobre alguns assuntos.
E quando criança, não sentia nada disso. Tristeza, Medo, Raiva, Amor, Vergonha simplesmente não faziam parte do meu vocabulário e do meu coração. Apenas sentia tédio quando não fazia nada. Acho que esse era o único sentimento constante.
O que eu quero dizer é que, acredito que quando somos crianças, não sentimos nada. E conforme vamos crescendo, somos tomados por emoções. E experimentando uma a uma, vamos nos tornando quem somos hoje. 
Talvez sejamos anestesiados d…

Indicação Musical: Us The Duo

Encontrei esses dias (Obrigada, Rdio!) uma dupla bem talentosa: Us The Duo. A banda é composta por Carissa e Michael Alvarado. Sim, eles são casados. O casal ficou conhecido por seus covers no Vine. 

Tudo começou durante uma manhã, quando os dois músicos estavam pensando em como divulgar seu cd, até que decidiram gravar um vídeo e postar no Vine. Com a música All of Me, de John Legend, os dois receberam um resultado positivo imediato, conquistando muitos fãs.

Carissa começou sua carreira artística como dançarina e Michael tocava piano desde os 7 anos, além de participar de algumas bandas. Os dois se conheceram, quando Michael acompanhava (contra sua vontade) um amigo em Los Angeles. 
Estes acabaram participando como figurantes de um videoclipe. E foi nos bastidores, que Michael conheceu Carissa. Desde então, os dois não se desgrudaram mais, formando até uma banda juntos.

O som dos dois é bem folk, lembra um pouco a vibe de Alex & Sierra. Com vozes em harmonia e uma grande variedade de…

Playlist da Semana: Paz

Ás vezes eu me pergunto se a nossa vida é um livro escrito, com começo, meio e fim prontos. E se ele existe, onde consigo uma cópia? Tem vezes que parece destino, mas tem horas que tudo é um caos desordenado, onde é impossível que alguém tenha planejado isso.
Se olharmos para trás, poderemos ver o passo a passo de como chegamos onde estamos hoje. Isso não significa que dê para entender alguma coisa. Me incomoda o fato de não sabermos o que nos espera no futuro. 
Talvez não haja uma ordem para as coisas. Talvez a culpa seja dessa nossa insistência em organizar algo que não pode ser planilhado, listado e contado. Deve ser daí que vieram as coincidências, dessa nossa vontade de comparar resultados e criar um sentido pra tudo. 
Fiz essa playlist pra expulsar essa bagunça da minha mente (Difícil hein?) e trazer um pouco de tranquilidade para tudo. Afinal, mesmo não podendo ser calculada, a paz é um dos melhores sentimentos do mundo. 
Thousand Foot Krutch - Oxygen Capital Inicial - Como Devia Es…

Playlist da Semana: Atitudes

Você é consciente a respeito de suas atitudes? Se você é humano, provavelmente não. Acredito que a maneira como a gente age, precisa ser reinventada de tempos em tempos. Se até os aplicativos se atualizam, por que nós não o faríamos?
E não precisa esperar o ano novo para pensarmos sobre nós mesmos, não. Pode ser Setembro, Março, você que escolhe. Quem faz o momento de mudança é você, não o tempo, e muito menos os outros.
Sempre temos a possibilidade de experimentar um jeito de ser e se não der certo, podemos simplesmente mudar. Acreditar nessa certeza é um certo alívio. Nos dá a liberdade de errar e de entender que nem tudo é uma prova, onde é preciso sempre tirar a nota máxima. Podemos ficar abaixo da média algumas vezes, mas isso não quer dizer que iremos reprovar. A vida pode ser leve, é só você deixar.
Ron Pope - Philadelphia Bastille - OblivionDaughtry - UtopiaYellowcard - Only OneThe Spill Canvas - MarianaMalta - Mais Que o SolMAGIC! - How Do You Want to Be RememberedGostaram das mú…

De Volta Para o Passado

Há alguns anos atrás, fiz uma cartinha sobre o que eu esperava do futuro. Falava sobre as pessoas que eram próximas a mim e sobre o que eu queria ser quando crescesse... Aos 12 anos, eu queria viver de escrita, fazer faculdade de Jornalismo e (tentar) mudar o mundo. 
Queria que as minhas amizades daquele tempo durassem pra sempre. Queria ser cantora também, nas horas vagas haha. Quem nunca, né? Sempre me lembro de como eu questionava o meu pai sobre ele ter feito um curso que não gostava, ou o porquê dele estar em um emprego que não suportava. 
Ele dizia não saber ou que não havia tido escolha. O que acontece, é que na minha cabecinha de pré-adolescente, eu simplesmente não entendia. Mas sempre há uma escolha, eu dizia. Bom, agora com 17 anos, eu entendo. Eu sei que sempre existe uma escolha. Mas isso não significa que nós somos capazes de fazê-la. 
Assim como o meu pai, eu estou presa em um curso do qual eu não gosto. A maioria das minhas amizades daquele tempo não duraram para sempre. …

Filmes Que Eu Quero Assistir

Oi, gente. Lembra que eu falei que estava sem tempo? Então, para me ajudar, o mês de Setembro resolveu lançar um filme melhor que o outro. E eu estou em um dilema, além do tempo, também está difícil de conciliar amigos para irem comigo. 

Por causa da faculdade, todo mundo acaba ficando muito ocupado e os horários se tornam muito diferentes. Pra saciar minha vontade de passar o dia inteiro no cinema, resolvi fazer um post sobre os filmes em cartaz que eu quero ver (: 
Se Eu Ficar Este talvez seja o meu preferido. Fiquei fissurada na história, logo quando vi o trailer em Junho. E tenho esperado ansiosamente pela estreia. No filme, Mia (A Carrie de Carrie - A Estranha) conhece um menino que muda sua vida (ok, achei bem clichê até aí). 
Até que ela sofre um acidente de carro com sua família e fica em estado de coma. Agora, Mia precisa lutar entre a vida e a morte. O que achei legal do trailer foi (além da trilha sonora né) que a história não é muito revelada, só o básico. Me deixou na curiosi…

Playlist da Semana + Aviso

Oi, gente. Bom, vim avisar que nos próximos meses, irei diminuir a quantidade de postagens. Não estou sem criatividade ou cansada do blog, muito pelo contrário, estou tendo muitas ideias. O problema é a falta de tempo para executá-las aqui D:
E como diz minha mãe: Se for pra fazer, que seja bem feito, né? Prefiro fazer posts entre intervalos maiores de tempo, mas que sejam mais legais também. Mas calma, existe algo que pode compensar essa decisão.
O Fases de Alice tem instagram agora =D Isso quer dizer que iremos ficar mais próximos através de fotos, já que por lá, irei compartilhar o meu dia-a-dia com vocês. É claro que também temos twitter, mas o instagram é uma nova opção. 
Estou com grandes ideias, e assim que eu tiver um tempinho, vou divulgá-las aqui (: Bom, é isso. Não se preocupem, as Playlists irão continuar. Tenho o defeito de não conseguir viver sem música. Espero que vocês gostem (:

Zeca Baleiro  - Proibida Pra Mim Young Summer - TakenAcceptance - So ContagiousMAGIC! - RudePhil…

O que aprendi com um filme ruim

A visita a Jundiaí estava ótima, até então. Como o boliche estava fechado, resolvemos ir ao cinema, (tentar) ver um filme. O filme, especificamente. Já tínhamos tentado vê-lo no dia anterior e eu já havia tentado ver na minha cidade, mas não tinha dado certo.
Acho que o negócio era comigo hehe. Ao irmos a bilheteria, não conseguimos comprar no horário que queríamos e acabamos indo na última sessão. Ainda assim, era alguma coisa. Até que um lampejo de ideia passou por todas nós.
"Por que a gente não assiste um filme nesse meio tempo?". Parecia algo racional, certo. Só iríamos esperar meia hora, e depois o assistiríamos. Sabe quando você tem uma intuição de que não vai dar certo? Então.
Pra começar, o filme era mexicano. Nada contra, eu apenas não conhecia nada, além de novelas. E eu as achava ruins (com algumas exceções). O filme começou como comédia. Aquelas bem fracas, sabe? Com piadinhas sem graças, mas isso meio que me deixou aliviada. Comédias fracas duram pouco tempo. Ilud…

As Máscaras do Brasil

O Brasil possui várias máscaras. Ele mostra uma todo dia no Jornal. Cada máscara é diferente da outra, mas todas são do Brasil. A máscara do esporte se desenvolve a cada treino. A máscara da violência mata, rouba e sequestra todos os dias. 
A máscara da educação tem dois lados da moeda: a educação superior e a inferior. A máscara da natureza, que se renova (ou tenta se renovar) a cada dia. A máscara da corrupção, que cria a ilusão de um povo. 
A máscara da cultura, que mostra a identidade brasileira. A máscara que mostra todas as máscaras de uma vez, sem ao menos perceber quem é quem. A máscara pode esconder o rosto, mas não esconde a alma brasileira. Quanto mais nos escondemos, mais nos enganamos.
Escrevi esse texto em 2008, quando tinha apenas 12 anos. Ele parecia muito verdadeiro na época e retratava o que eu pensava da sociedade brasileira. É triste que ele consiga se adaptar a realidade de 2014. 
Quando eu era pequena, achava que quando eu crescesse, as coisas já teriam mudado. Esper…

Dia do Irmão

Oi, galera. Não sei se vocês sabem, mas hoje é o Dia do Irmão \o/. Aquela pessoa com quem você briga durante a infância e adolescência inteira, mas que quando você cresce, se torna um dos seus melhores amigos (pelo menos a maioria que eu conheço, é assim).
Bom, como sou filha única (:( - com vantagens e desvantagens - não entendo muito essa relação fraternal, o pouco que aprendi foi de acompanhar séries/filmes e amigos que tinham brothers & sisters.  
Pra homenagear esse dia, resolvi fazer uma lista de irmãos que me inspiraram (e me deixaram com vontade de ter um, não que isso mudasse algo, né Mãe? hehe).
Ps: Grande parte são de séries infantis e/ou antigas. 
Alex, Justin e Max Russo
Eles são simplesmente incríveis. Cada um com sua personalidade completamente diferente do outro. Sempre brigavam, mas quando um deles tinha um problema (na maioria das vezes a Alex), eles se uniam e se ajudavam. 

Justin era certinho, Max era ingênuo e Alex era esperta e egocêntrica. As histórias eram muito …

TOP 5: Hábitos Saudáveis

Quem me conhece sabe que eu sou a última pessoa do mundo que deveria falar sobre hábitos saudáveis. Mas eu estou tentando mudar, okay? Digamos que o post é um lembrete para mim mesma. E uma ajuda pra quem está querendo dar uma melhorada na vida. Espero que vocês gostem (:
Fazer Listas Chega uma hora na vida, que você não consegue mais se programar só com a sua cabeça. E é aí que um papel e uma caneta (ou seu computador) podem te ajudar. Como o tempo é muito valioso para ser perdido, nada melhor do que estabelecer suas obrigações e o que você quer fazer em uma lista. 

Garanto que vai ficar bem mais fácil de se organizar e você ainda vai conseguir realizar mais coisas do que antes.
Ler Livros Antes que os antipáticos pela leitura torçam o nariz para o meu título, eu explico. Livros são extensões de diversos assuntos. Dizem mais do que filmes, séries e documentários juntos. Pra quem não curte, tente pegar um livro pequeno sobre um tema que você goste, não vá direto para clássicos ou para assu…

Em Que Mundo Você Vive?

Mês passado, quando estava voltando da faculdade, comecei a pensar no que me fazia feliz. E olha, eu não sabia responder. Foi preciso pensar um pouco á respeito. Não é como aquelas perguntas comuns que as pessoas costumam nos fazer, aquelas que nós até já temos uma resposta pronta na ponta da língua.

Como não consegui dormir direito naquela noite, resolvi perturbar as pessoas hehe. Fiz a seguinte pergunta: "O que te faz feliz?" para muita gente no Whatsapp. E olha, todas responderam ((: (Fiquei com medo de pensarem que era corrente e me ignorarem kk). Mesmo que algumas tenham levado dias pensando no assunto. O engraçado foi comparar as respostas, a maioria começava assim. 
- As coisas que me fazem feliz são simples.

E foi aí que eu comecei a pensar de verdade. Quer dizer que a felicidade está nas coisas simples? Então, eu não preciso ter grana, um bom emprego, um carro caro e um iphone? Já ouvi alguém dizer que o que te faz feliz é o que há dentro de você. É isso que importa.

Eu…